25 Agosto, Domingo, 2019
A- A A+

Para prevenir acidentes e mortes, Mobilidade Urbana amplia fiscalização

No ramal de acesso Engenheiro Heitor de Souza Pinheiro estão sendo instalados equipamentos. Porém, só começam a funcionar após aferição do Ipem e da instalação de placas
fiscalizaçãoeletrônica.jpg

A Coordenadoria Municipal de Mobilidade Urbana iniciou a montagem da estrutura para instalação de dois radares fixos no ramal de acesso Engenheiro Heitor de Souza Pinheiro, um em frente ao semáforo da sede da Receita Federal, sentido bairro-centro, e o outro na altura do semáforo instalado em frente ao estacionamento do Shopping Jaraguá, no sentido centro-bairro.

Segundo o coordenador Nilson Carneiro, trata-se da montagem da estrutura. Para início da autuação por excesso de velocidade, os equipamentos ainda terão que passar pela fase obrigatória de aferição, realizada por técnicos do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP). A aferição dos radares de velocidade é realizada anualmente ou toda vez que os equipamentos passam em reparos, em cumprimento à Portaria do Inmetro 544/2014. Com a estrutura instalada, o Ipem deverá marcar a data para fazer a aferição.

Somente depois, com a instalação das placas de trânsito indicando os radares, eles poderão autuar os infratores que excederem a velocidade permitida no local. O radar também autua por avanço de faixa e passagem no sinal vermelho, porém, para estas duas funções, não é necessária aferição.

O objetivo é coibir o excesso de velocidade, prevenir acidentes e reduzir número de óbitos. De acordo com dados da Prefeitura, só nos primeiros seis meses de 2019, foram 9 mortes em decorrência de acidentes no trânsito de Araraquara.

“Nosso foco são as vias em que temos registro de abuso na velocidade. A fiscalização visa evitar colisão, atropelamentos e outros acidentes que têm tirado vidas. Não podemos fechar os olhos para isso. Ou seja, a fiscalização tem um caráter educativo. Só penaliza aqueles que não cumprem a lei, que infringem normas de segurança no trânsito”, ressalta.  “Nós conseguimos reduzir drasticamente o número de óbitos por acidentes em trânsito entre 2016 e 2017. Saímos de 30 mortes, para 14. Porém, em 2018 tivemos um acréscimo neste número o que nos preocupou muito. Para que a gente não repita, estamos tomando uma série de iniciativas e uma delas, certamente, é impedir que condutores desrespeitem a velocidade permitida e segura da via”, completa Carneiro.

Lombofaixas e faixas

Ainda de acordo com Nilson, a Coordenadoria tem investido em outros instrumentos para reduzir os índices de acidentes e mortes no trânsito. Recentemente, foram implementadas as travessias elevadas, conhecidas como lombofaixas em áreas próximas a escolas, creches e postos de saúde, com grande fluxo de pessoas.

“A implantação das lombofaixas foi uma das soluções adotadas para a promoção da melhoria das condições de segurança viária dos pedestres. Além disso, tal dispositivo melhora as condições de acessibilidade e conforto das pessoas com deficiência, pais com crianças em carrinho de bebê e idosos, uma vez que a travessia se dá um lado para o outro da via no mesmo nível da calçada. Esta solução tem sido utilizada com sucesso em vários países do mundo, com resultados importantes na redução dos atropelamentos”, acrescenta Nilson.

O investimento realizado pela Prefeitura de Araraquara nos últimos seis meses com a implantação de 15 lombofaixas foi de aproximadamente R$ 250 mil. “O total de investimento neste serviço poderá somar os R$ 650 mil até o final de 2019, com a implantação de mais travessias deste tipo em outros locais de interesse dos cidadãos”, acrescenta ele, enfatizando que a coordenadoria aposta ainda na construção de lombadas, inclusive sendo essa uma das principais solicitações de vereadores e da população em Plenárias do Orçamento Participativo.

Também estão sendo feito investimentos no reforço da sinalização horizontal e vertical em vários locais da cidade, por meio do programa Prefeitura nos Bairros.

Ações educativas

A Prefeitura está trabalhando com o objetivo de garantir a segurança de motoristas e pedestres, pensando também na educação no trânsito, e inclusive, está aderindo a ações e campanhas com esse intuito. Como exemplo, a campanha Maio Amarelo, que visou chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, sobre utilização da seta, sobre segurança dos motociclistas, sensibilização sobre a não utilização de aparelhos de celular no trânsito e de pedestres.

“Todos os meses, acompanhamos o que o Contram (Conselho Nacional de Trânsito) propõe e fazemos campanhas informativas com faixas, cartazes, folhetos, matérias em imprensa, dentre outros materiais. Às vezes utilizamos inclusive um grupo de Teatro para chamar a atenção dos motoristas de forma lúdica. Também trabalhamos a área de educação no trânsito nas escolas municipais e estaduais”, pontua.

Também por meio da Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública e Coordenadoria de Mobilidade Urbana, a Prefeitura conta com os programas  Guardando o Amanhã e o Consetrans (Concurso Sobre Segurança no Trânsito), como ações permanentes de educação no trânsito.

A cidade de Araraquara também foi selecionada pelo Governo do Estado de São Paulo para o programa Movimento Paulista de Segurança no Trânsito para receber investimentos que visam a segurança nas vias, pelo grande índice de acidentes de trânsito.

 

Banner_Vale_Transporte

Banner_NovoCard

Banner_Cat

Banner_HoraBus

Banner_Prefeitura

Banner_SeuOnibus